Loading...
Reconstrução mamária2018-11-20T15:10:39-03:00

Reconstrução mamária

O que é?

A reconstrução da mama é um procedimento física e emocionalmente gratificante para uma mulher que perdeu a mama devido ao câncer ou a outra situação. Uma nova mama pode melhorar radicalmente sua autoestima, autoconfiança e qualidade de vida.

A reconstrução da mama é conseguida através de várias técnicas de cirurgia plástica que tentam restaurar a mama considerando-se a forma, a aparência e o tamanho após a mastectomia.

Se apenas uma mama é afetada, somente ela pode ser reconstruída. Para melhorar a simetria de ambas as mamas, redução, pexia ou aumento de mama podem ser recomendados para a mama oposta.

A reconstrução envolve, tipicamente, vários procedimentos realizados em múltiplos estágios, podendo ser realizada ao mesmo tempo que a mastectomia, ou ser adiada até que a paciente se recupere da mastectomia e de quaisquer tratamentos adicionais do câncer.

Embora a cirurgia possa conceber uma mama relativamente natural, a mama reconstruída nunca será igual a mama que foi removida, e o tratamento oncológico, a busca da cura, sempre é colocado em primeiro plano.

Esta cirurgia é indicada para mim?

A reconstrução mamária é indicada para pacientes que lidam bem com o diagnóstico e o tratamento do câncer e que se sintam prontas para lidar com o aspecto emocional envolvido na reconstrução de mama e aceitar a nova imagem corporal.

É importante que a paciente não tenha doenças que possam prejudicar a cicatrização.

Etapas do procedimento

Existem diversas opções de reconstrução: uso de técnicas de mamoplastia redutora; uso de implantes de silicone; uso de expansores de tecido + implantes; transferência de musculos, gordura e pele de outros locais do corpo para a mama, entre outros.

A escolha do melhor tratamento envolve diversas variáveis relacionadas tanto à cirurgia oncológica, os tratamentos complementares – como radioterapia, por exemplo -, bem como opções pessoais da paciente e orientação técnica do cirurgião.

A reconstrução da mama é finalizada através de uma variedade de técnicas para reconstruir o mamilo e a aréola.

Resultados

Os resultados finais da reconstrução pós mastectomia podem ajudar a minimizar o impacto físico e emocional da mastectomia.

A mama reconstruída não terá a mesma sensibilidade que a mama que substitui, porém, com o tempo certa sensibilidade na mama pode voltar. As cicatrizes são visíveis e estarão sempre presentes na mama, seja após a reconstrução ou a mastectomia, mas tendem a melhorar. Algumas técnicas cirúrgicas irão deixar cicatrizes no local doador, geralmente localizadas em áreas menos expostas do corpo, como nas costas, no abdômen ou no glúteo.

Há algumas limitações, mas, a maioria das mulheres acha que são pequenas em comparação à melhoria em sua qualidade de vida.

Cuidados antes e depois da cirurgia

Previamente à cirurgia, pode ser necessário fazer exames laboratoriais ou avaliação médica, tomar certos medicamentos ou ajustar seus medicamentos atuais, parar de fumar bem antes da cirurgia e evitar tomar aspirina, antiinflamatórios e medicamentos naturais, pois podem aumentar o sangramento.

Após a cirurgia utilizando retalhos e/ou inserção de um implante, gazes e fitas serão aplicados nas incisões. Uma bandagem elástica ou sutiã irá minimizar o inchaço e sustentar a mama reconstruída. Um dreno pode ser temporariamente colocado sob a pele para drenar qualquer excesso de sangue ou de fluido. Monitoração cuidadosa da saúde da mama através do autoexame, mamografia e demais técnicas de diagnóstico é essencial para a saúde a longo prazo.

Perguntas a fazer ao cirurgião plástico

Onde vou permanecer em recuperação após o término da cirurgia?
Qual medicação vai me ser dada ou prescrita após a cirurgia?
Serão necessários curativos após a cirurgia? Quando serão removidos?
Haverá drenos? Por quanto tempo?
Quando poderei tomar banho?
Quando poderei retomar as atividades normais e exercício físico?
Quando será minha consulta de retorno?

Agende sua consulta

Agendar
Agende sua consulta